O que é Turismo Responsável
Slow Travel,  Turismo Responsável

O que é o TURISMO RESPONSÁVEL e qual a sua importância

Este termo tem sido muito falado e usado por turistas e pelo trade turístico, principalmente depois da pandemia do novo coronavírus, mas afinal, o que é o Turismo Responsável? Qual a importância do Turismo Responsável? Aqui você irá compreender tudo isso, afinal, vai muito além das boas práticas de higienização do programa do Ministério do Turismo.

Em tempos pandêmicos o Selo Turismo Responsável do MinTur é muito importante para que a gente proteja os viajantes e os trabalhadores do turismo, além, claro da população local dos destinos. Contudo, é de extrema importância ressaltar que turismo responsável é muito além de práticas de higienização.

Portanto, este post nasceu para esclarecer exatamente tudo sobre o turismo responsável. Confira a seguir tudo o que você precisa saber para praticar um turismo mais respeitoso, empático em busca da sustentabilidade em todas as esferas.

Afinal, o que é Turismo Responsável?

Antes de mais nada, vamos começar por o que NÃO É Turismo Responsável. O turismo responsável NÃO É um segmento de viagem, ele NÃO É só sobre boas práticas de higienização, NÃO É só sobre ecoturismo, NÃO É só sobre ações internas de sustentabilidade, e, sobretudo, NÃO é somente sobre turismo de base comunitário e turismo na natureza.

Sendo assim, Turismo Responsável é prestar atenção, tomar ações e assumir responsabilidade pelos seus impactos – sejam eles positivos ou negativos. Impactos estes que você, turista, e todo o trade turístico) traz para a economia, a sociedade, a natureza, o meio ambiente e, sobretudo, o futuro do planeta.

Conceitos técnicos

Trazendo para conceitos técnicos, o termo Turismo Responsável foi definido em 2002, no World Summit on Sustainable Development (Cúpula Mundial de Desenvolvimento Sustentável), em Cape Town. A definição de Turismo Responsável na Declaração de Cape Town então passou a ser aceita pela comunidade e começou a ser adotado pelo mercado turístico em 2007.

Turismo responsável é, segundo o especialista Dr. Harold Goodwin, sobre “tornar os lugares melhores para as pessoas viverem e melhores lugares para as pessoas visitarem.”

Portanto, requer um esforço conjunto de todo o trade turístico, desde órgãos governamentais, hotéis, cias aéreas, agências e operadoras turísticas e, claro, dos viajantes em direção a tomada de ação. É preciso nos responsabilizarmos por nossas atitudes, escolhas e ações, olhando para e criando um futuro sustentável.

A Declaração de Cape Town reconhece ainda que a prática do turismo responsável pode gerar um impacto positivo de diversas formas:

  • minimizando impactos negativos econômicos, ambientais e sociais;
  • gerando benefícios econômicos para a população local e melhorar o bem estar da comunidade anfitriã, melhorando as condições de trabalho e acesso à indústria;
  • envolve a população local nas decisões que afetam suas vidas e mudanças de vida;
  • contribui positivamente para a conservação de patrimônios culturais e naturais, e para a manutenção da diversidade no mundo;
  • fornece experiências mais agradáveis para os turistas, através de conexões mais significativas com os locais, além de gerar maior compreensão sobre questões culturais, sociais e ambientes locais;
  • fornece acesso à pessoas com deficiências e desfavorecidas;
  • é culturalmente sensível, gerando respeito entre turistas e anfitriões, além de gerar orgulho e confiança dos locais.

Para que possamos gerar todos esses impactos positivos, precisamos embarcar juntos nessa jornada. Portanto, para compreender um pouco melhor, abaixo você pode assistir a um vídeo de Dr. Harold Goodwin, no qual ele explica sobre o Turismo Responsável.

Selo Turismo Responsável do Ministério do Turismo

Com a chegada da Pandemia do COVID-19, em 2020, o Ministério do Turismo propôs o Selo Turismo Responsável, com protocolos e boas práticas de higienização para a retomada do turismo. Este selo é de extrema importância, principalmente pelo risco sanitário e a saúde de todas as pessoas envolvidas no turismo. Desde os trabalhadores, passando pelo viajante e, sobretudo, a população local dos destinos.

Contudo, é interessante clarear que o Turismo Responsável não é feito apenas de práticas de higienização. Conforme falado anteriormente aqui, são muitos outros aspectos envolvidos. Com ações conjuntas, caminharemos em direção à um mundo mais sustentável. E adotar práticas responsáveis no turismo pode fazer grande diferença.

Diferença entre Turismo Responsável e Sustentável

Uma grande dúvida é sobre a diferença entre Turismo Responsável e Sustentável. Afinal, aparentemente são a mesma coisa.

Bom, mais ou menos.

Sustentabilidade é o final, é onde queremos chegar. É quase utópico, porque é muito difícil sermos totalmente sustentáveis. A sustentabilidade é, portanto, o nosso “destino final”. Já responsabilidade, é sobre assumir ~responsabilidade~ pelos impactos que podemos gerar. Sendo assim, para atingirmos a sustentabilidade, é preciso praticar ações responsáveis.

Enxergar a diferença entre os dois termos é importante. Porque quando pensamos em assumir responsabilidades, tornamos o caminho mais palpável, algo que conseguimos enxergar. Responsabilidade é micro e não macro.

O impacto positivo de uma ação responsável chega mais rápido, mesmo que o empreendedor turístico, o governo ou o turista não estejam sendo totalmente sustentáveis.

Por isso, no Turismo Responsável vamos mudando aos poucos, tomando pequenas ações de acordo com o que está ao nosso alcance. Desta maneira, no futuro seremos cada vez mais sustentáveis.

Assumir responsabilidade é uma prática que podemos fazer no dia a dia. Está nas escolhas que fazemos para nossa vida, estilo de vida, nossa casa, a forma como lidamos com o lixo e, sobretudo, o respeito e empatia que temos para com os outros e outras culturas, pelos animais e pelo meio ambiente. Por fim, essas atitudes refletirão no turismo.

Por isso que eu acredito que o turismo responsável pode transformar o nosso planeta, nossa sociedade, economia e a natureza.

Sempre tendo em mente que um destino turístico é, antes de mais nada, a casa de muitas pessoas. Vamos cuidar das cidades como se fossem nossas. Isso requer, portanto, a tomada de responsabilidade de todas as esferas de poder: público, privado e individual. Bora?

Como fazer e ser um viajante consciente?

Existem diversas escolhas e atitudes que podemos ter para praticar um turismo responsável e, portanto, ser um viajante consciente. Desde a escolha da cia aérea, do hotel/pousada que você irá se hospedar, até as pequenas escolhas, como o consumo de produtos e serviços feitos pela população local.

E se você quiser se aprofundar um pouco mais em quais ações responsáveis que você pode incorporar nas viagens viagens, clica aqui! Neste post você encontrará um guia com 14 dicas para ser um turista responsável.

Muito além do selo do MinTur

Para finalizar, praticar um turismo responsável requer atenção e boas escolhas. Sendo assim, o termo vai muito além do que o Ministério do Turismo colocou como necessário no selo criado em 2020. É claro que protocolos sanitários são sim muito importantes, principalmente durante uma crise sanitária mundial.

Contudo, neste post o meu objetivo era clarear um pouco sua cabeça com relação ao turismo responsável, mostrando que apesar de parecer complicado, pode ser muito simples. São escolhas que fazemos para tornar não só a nossa vida e cidade melhores, como também a cidade e vida dos outros.

No fim, podemos perceber que nosso dia a dia também está muito conectado com o turismo e que todas as nossas escolhas e atitudes podem – e devem – ser pensadas para um presente mais responsável e um futuro muito mais sustentável. Está tudo conectado!

Espero que você tenha curtido essas informações e que tenha despertado em você a vontade de ser um viajante responsável. Bora comigo viajar de forma mais consciente? É tudo sobre nossas escolhas! 🙂

Beijos,
Nuny.

Confira mais publicações sobre o tema:


INSPIRE-SE!

Confira aqui tudo sobre veganismo, como manter uma alimentação à base de plantas, como reduzir ou parar de consumir alimentos de origem animal e, além disso, 30 RECEITAS VEGANAS.SAIBA MAIS SOBRE O GUIA VEGANO


PLANEJANDO SUA VIAGEM

Somos parceiros de várias empresas e por isso abaixo vou deixar o link delas para que você possa planejar sua viagem. Se você utilizar o nosso link, você não pagará nada a mais por isso, porém estará contribuindo com o blog. Estas empresas nos dão uma comissão a cada reserva e portanto isso nos ajuda a manter o blog! 🙂

  • Nada como se hospedar em casas e apartamentos incríveis ao redor do mundo, não é mesmo? No AIRBNB você encontra os lugares mais sensacionais!
  • Em busca de hospedagem para sua viagem? Clica aqui no Booking.com para encontrar a melhor hospedagem para você.
  • Está buscando passagens com preços acessíveis? Aqui na Max Milhas, nosso parceiro, você pode encontrar a melhor oportunidade!
  • Vai fazer uma RoadTrip? Corre lá no RentCars e reserve já seu carro!
  • Seguro viagem é imprescindível em qualquer viagem e a SegurosPromo tem as melhores opções.
  • Para você chegar no seu destino já com internet, adquira seu chip do nosso parceiro EasySIM4U aqui.
  • Em busca de passeios? Aqui você pode ver os melhores passeios no mundo todo com a GetYourGuide.

curiosa. inquieta. sonhadora. feminista. libriana com ascendente em gêmeos, se isso te diz alguma coisa. louca por viagem, novas culturas, gastronomia. tenho um enorme desejo em mudar o mundo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nuny Pelo Mundo
%d blogueiros gostam disto: