América do Sul,  Paraguai

Descobrindo Assunção, no Paraguai

Assunção e um dos seus grafites incríveis

Para continuar a série sobre os cinco meses em que vivi como nômade na América do Sul, vou tratar do meu primeiro destino! Como fizemos os primeiros trajetos de ônibus, foi assim que chegamos em Assunção, no Paraguai. E lá ficamos dois dias. Ainda que rápido, deu tempo de aprender bastante sobre a história desse país (e também do nosso!), que é tão próximo quanto desconhecido por nós. E fiquei com vontade de conhecer mais.

Por que conhecer Assunção?

Os dois dias em Assunção me surpreenderam. É muito comum que nós, brasileiros, tenhamos uma noção muito reducionista do Paraguai. Associamos o país às compras baratas, principalmente de eletrônicos, na Ciudad del Este. O que talvez poucos saibam é que essa cidade é considerada, no Paraguai, basicamente brasileira. Isso porque não só a maioria dos compradores, mas também dos vendedores, são brasileiros. Aquela “bagunça” que lá se vê é, portanto, mais brasileira que paraguaia.

Assunção é – o que deveria ser óbvio – totalmente diferente de Ciudad del Este. É uma cidade muito pacata e é a capital mais segura da América do Sul. Por isso, é uma ótima cidade para caminhar bastante e curtir tranquilamente. A moeda local é o Guarani (um pouco desvalorizada em relação ao real) e o custo de vida é similar ao Brasil. A língua é o espanhol, mas mesmo quem entende o idioma é surpreendido pela presença frequente de expressões guaranis no modo de falar paraguaio.

O que fazer em Assunção?

Como disse, fiquei pouco tempo na cidade. Assim, com certeza há muitas coisas interessantes além das que eu fiz. Porém, vou listar algumas que amei e recomendo.

O Palacio de los López e a Avenida Costanera

Essas são duas atrações imperdíveis de Assunción. O Palacio de los López é a casa presidencial paraguaia. Portanto, não é possível adentrar e nem chegar perto demais (é claro que eu tentei e levei uma bronca). Sua construção foi iniciada em 1857 sob a ordem do presidente Francisco Solano López. Contudo, ele nunca chegou a ocupar a residência, já que foi morto pelo exército brasileiro em 1870, na ocasião da Guerra do Paraguai. O palácio foi, inclusive, muito danificado nessa guerra e permaneceu até 1876 ocupado por tropas brasileiras. É interessante relembrar essa história muitas vezes esquecida no Brasil, já que a gente gosta de se pensar como um país pacífico. Isso não é verdade quando nos olhamos do ponto de vista do Paraguai, que era uma grande potência e ficou arrasado após essa guerra.

Palacio de los Lopes | O que fazer em Assunção

Palacio de los López

É também possível ter uma bela vista do Palacio de los López pelo outro lado, pela Avenida Costanera. O nome oficial é Avenida José Asunción Flores e foi inaugurada não faz muito tempo, em 2012. Essa avenida fica na Baía de Assunção, contorna o Rio Paraguai e o Centro Histórico da cidade. Ela possui calçadões e pistas e aos domingos e feriados é fechada para carros. Assim, famílias e artistas de rua se reúnem ali. Não há ainda grande estrutura de restaurantes e bares, mas dali é possível ver um belíssimo pôr do sol no Rio Paraguai enquanto se toma um tererê.

Beira do Rio Paraguai | O que fazer em Assunção
Beira do Rio Paraguai

Museo de la Estación Central del Ferrocarril Carlos Antonio López

Trata-se do Museu Histórico Ferroviário de Assunção. Esse museu funciona dentro de uma estação que foi inaugurada em 1864, a primeira estação de trem da América do Sul. Lá, há várias peças e documentos históricos muito interessantes. Além disso, podemos entrar em um vagão de passageiros no estilo do século XIX, tudo muito conservado. É necessário o pagamento de uma taxa para visitar o museu, mas é menos que 10 reais.

Estação Central de Ferrocarril | O que fazer em Assunção
Exposição Museo de la Estación Central del Ferrocarril

Panteon Nacional de los Heroes

Por fim, outro lugar imperdível é o Panteon Nacional de los Heroes. Primeiramente construído como uma igreja católica, hoje homenageia figuras importantes da história paraguaia. Sua construção teve início em 1863, também durante a presidência de Francisco López, e seu projeto realizado pelo arquiteto italiano Alejandro Ravizza. Diz-se que foi inspirada no Palácio Les Invalides, de Paris. Ali estão os restos mortais de Carlos Antonio López e Francisco Solano López e também há duas tumbas de soldados desconhecidos.

O que fazer em Assunção | Paraguai
Panteon Nacional de los Heroes e uma reivindicação feminista (adoro misturar patrimônio histórico e reivindicação política nas fotos)

Onde comer em Assunção?

Há pelo menos dois restaurantes que são considerados imperdíveis em Assunção. Logo em frente ao Panteon Nacional de los Heroes, há um famoso restaurante e bar chamado Lido Bar. Ali, é possível tomar café, almoçar e jantar. Apesar de bastante simples, está sempre lotado e, por isso, é importante se organizar para chegar cedo. Diz-se que assim como não se pode conhecer Paris sem conhecer a Torre Eiffel, não se pode conheccer Assunção, sem conhecer o Lido Bar.

O outro restaurante é chamado Bolsi, fica aberto 24/7 e fica bem próximo ao Lido Bar. Há uma parte mais descontraída e outra um pouco mais “chique”. O cardápio é absolutamente gigaaaaante. Eu comi, e recomendo, experimentar algo com um peixe típico da região, o Surubi, pescado no rio Paraguai. Eu comi um sanduíche de Surubi, mas o prato mais famoso é um caldo desse peixe.

Sanduíche de surubi que provei no restaurante Bolsi

Onde ficar e como se locomover em Assunção?

O Centro Histórico de Assunção não é muito grande e é possível passar por todos os lugares aqui indicados a pé. É ali também que se reúnem os diversos grafites que estampam e dão beleza às ruas de Assunção. Indicaria, no entanto, ficar nesse bairro, bastante seguro e agradável. Pegamos uma suíte privada no Hostel El Nómada. Gostamos bastante, pois tinha piscina (fomos em dezembro e estava bem calor), um ótimo café da manhã e um bar com vários drinks.

Para quem quiser ficar mais tempo na cidade e explorar outros espaços, os ônibus de Assunção são bem frequentes e acessíveis. Eles também compõem de forma marcante a cidade, já que são muuuito antigos. É impossível não prestar atenção naquela estética tão anos 1980.

Por fim, saí de Assunção com vontade de conhecer ainda mais o Paraguai. Como me surpreendi bastante com a cidade, acabei me dedicando a pesquisar sobre outras partes do país, e me comprometi a voltar pra conhecer todas as belezas naturais, sua variada gastronomia típica e seus costumes. O Paraguai é um país que certamente merece muito respeito e admiração, e nós, brasileiros, ainda temos muito a aprender com esse nosso pequeno grande vizinho.

Beijos,

Bruna.

Gostou deste roteiro e da vida de nomadismo na América do Sul?

Entre em contato conosco para um Roteiro Personalizado!

Oferecemos Consultoria em Viagem com Roteiros Personalizados. Para saber mais, clique aqui!

Planejando sua viagem

Somos parceiros de várias empresas e por isso abaixo vou deixar o link delas para que você possa planejar sua viagem. Se você utilizar o nosso link, você não pagará nada a mais por isso, porém estará contribuindo com o blog. Estas empresas nos dão uma comissão a cada reserva e portanto isso nos ajuda a manter o blog! 🙂

  • Em busca de hospedagem para sua viagem? Clica aqui no Booking.com para encontrar um lugar perfeito para se hospedar.
  • Está buscando passagens com preços acessíveis? Aqui na Max Milhas, nosso parceiro, você pode encontrar a melhor oportunidade!
  • Vai fazer uma RoadTrip? Corre lá no RentCars e reserve já seu carro!
  • Seguro viagem é imprescindível em qualquer viagem e a SegurosPromo tem as melhores opções.
  • Para você chegar no seu destino já com internet, adquira seu chip do nosso parceiro EasySIM4U aqui.
  • Em busca de passeios? Aqui você pode ver os melhores passeios no mundo todo com a GetYourGuide.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nuny Pelo Mundo
%d blogueiros gostam disto: