Livros de viagem
Dicas,  Inspiração,  Lifestyle

20 livros de viagem para te inspirar a rodar o mundo

Se você está com saudade de botar o pé na estrada, mas não pode, que tal se jogar em livros de viagem para conhecer um pouquinho mais do nosso mundão?

Para momentos em que não é possível viajar, nada melhor do que explorar o mundo de outra forma, e livros de viagens e turismo, portanto, existem também pra matar nossa sede de viagem.

Pensando nisso, criei então uma lista de 20 livros de viagem para ler em casa, para levar ou ler em viagens. Por aqui, você encontrará desde romances até livros com novas perspectivas do mundo. Além disso, livros inspiradores como o guia Grandes Viagens, do Lonely Planet.

Então saiba mais sobre alguns livros, se prepara para comprar e se jogar num cantinho aconchegante para curtir nosso planeta sem sair de casa.

LIVROS DE VIAGEM

20 livros de viagem

  1. Destinos Invisíveis – Uma jornada pela África | Guilherme Canever
  2. Expedição Oriente – 812 dias de uma volta ao mundo | Heloisa Schurmann
  3. As Montanhas de Buda | Javier Moro
  4. Cem Dias Entre Céu e Mar | Amyr Klink
  5. Livre | Cheryl Strayed
  6. Paris para dois um | Jojo Moyes
  7. 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer | Particia Schultz
  8. Americanah | Chimamanda Ngozi Adichie
  9. Grandes Viagens | Lonely Planet
  10. Trilhas – A Incrível Jornada de uma mulher pelo deserto da Austrália | Robyn Davidson
  11. Do for love | Leticia Mello
  12. Mas você vai sozinha? | Gaía Passarelli
  13. Transiberiana – Uma viagem de trem pelo mundo soviético | Zizo Asnis
  14. Te mando flores da Grécia | Paula Brukmüller
  15. Pisando nos Sete Continentes | Marisa V. Ferraz
  16. Não conta lá em casa | André Fran
  17. Comer Rezar Amar | Elizabeth Gilbert
  18. O silêncio das Montanhas | Khaled Hosseini
  19. 100 Lugares que você precisa visitar antes de dizer que conhece o Brasil | Jorge de Souza
  20. Mil dias na Toscana | Marlena de Blasi

LIVROS DE VIAGEM

1| Destinos Invisíveis – Uma jornada pela África

O que o mali tem a ver com o lesoto? E a suazilândia com a libéria? Tirando o fato de estarem no mesmo continente, esses países têm muito pouco em comum. Religiões, costumes, formas de governo, moedas, idiomas, características dos habitantes, leis, comidas, clima e topografia mudam consideravelmente de país para país.

Mas, para nós – e para boa parte do mundo – tudo parece fazer parte de um único e desconhecido lugar chamado áfrica. É por isso que Guilherme Canever escolheu o título Destinos Invisíveis – uma nova aventura pela áfrica para batizar seu quarto livro, no qual narra suas aventuras por 18 países africanos.

Guilherme nos conta seu dia a dia ao mesmo tempo em que fala da história, dos conflitos políticos e descreve os costumes dos povos locais. Ou melhor, dos amigos que vai fazendo pelo caminho. Suas viagens não seguem os roteiros tradicionais, portanto suas escolhas nunca são pelos caminhos mais fáceis.

Da hospedagem à comida, tudo nas viagens de Guilherme foge do turismo convencional. Contudo, junto com ele, boa parte dos leitores encara aventuras que talvez nunca enfrentariam sozinhos. Já outra parte, mais íntima das aventuras, sonha com o próximo destino.

2| Expedição Oriente – 812 dias de uma volta ao mundo

O sonho de uma volta ao mundo e suas descobertas. Em 21 de setembro de 2014, depois de três anos de preparações, a família Schurmann partiu em uma aventura inédita por 812 dias, atravessando quatro oceanos, 50 mil quilômetros, cinco continentes, 29 países, em cinquenta localidades diferentes do planeta.

O objetivo era refazer a rota que, segundo Gavin Menzies no livro 1421: o ano em que a China descobriu o mundo, os chineses teriam feito ao circum-navegar o globo com seus gigantescos juncos muito antes dos chamados “descobrimentos” europeus.

A Expedição Oriente foi a terceira volta ao mundo da família. Entretanto dessa vez, no impressionante veleiro Kat, que combina tecnologia de ponta e soluções de sustentabilidade, Heloisa (autora) e Vilfredo Schurmann voltaram a compartilhar o espaço a bordo com filhos e netos – todos bem-sucedidos cidadãos do mundo, criados no mar – e tripulantes selecionados para dividir com eles uma jornada de grandes desafios, momentos marcantes e experiências inesquecíveis.

3| As Montanhas de Buda – A jornada de duas monjas tibetanas apaixonadas pela liberdade

A obra narra a história o calvário de Kinsom e Yandol, duas jovens monjas que, oprimidas no Tibete, resolvem ir buscar refúgio junto ao dalai-lama. O leitor pode descobrir a alma desse povo unido por sua força indomável e seu espírito de resistência. Este é, sobretudo, um relato de perseverança da fé e força diante da opressão do governo chinês.

Tive o prazer de ler este livro, no qual Javier Moro me envolveu de forma brilhante nesse livro. Já sentia vontade de conhecer a região do Himalaia e depois desse livro essa vontade ficou ainda mais intensa.

4| Cem Dias Entre Céu e Mar

Navegando ao lado dos peixes, entretendo conversas com gaivotas e tubarões, remando no meio de uma creche de baleias, Cem dias entre céu e mar é o relato de uma travessia absolutamente incomum: mais de 3500 milhas (cerca de 6500 quilômetros) desde o porto de Lüderitz, no sul da África, até a praia da Espera no litoral baiano, a bordo de um minúsculo barco a remo.

Verdadeira odisséia moderna, neste livro Amyr Klink transporta o leitor para a superfície ora cinzenta, ora azulada do Atlântico Sul, tornando-o cúmplice de suas alegrias e seus temores, ao mesmo tempo em que narra, passo a passo, os preparativos, as lutas, os obstáculos e os presságios que cercaram a extraordinária viagem.

5| Livre – A jornada de uma mulher em busca do recomeço

Aos 22 anos, Cheryl Strayed achou que tivesse perdido tudo. Contudo, após a repentina morte da mãe, a família se distanciou e seu casamento desmoronou. Quatro anos depois, sem nada a perder, tomou a decisão mais impulsiva da vida: caminhar sozinha cerca de 1.770 quilômetros pela costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, no sul da Califórnia, atravessando Oregon até o estado de Washington.

Cheryl não tinha experiência em caminhadas de longa distância e a trilha era pouco mais que uma linha num mapa. Mas guardava uma promessa – a promessa de juntar os pedaços de uma vida em ruínas.

O relato de Cheryl captura a agonia, tanto física quanto mental, de sua incrível jornada; como a enlouqueceu e assustou e, principalmente, como a fortaleceu. Livre é uma história de sobrevivência e redenção, um retrato pungente do que a vida tem de pior e de melhor.

LIVROS DE VIAGEM

6| Paris para dois um

No conto que dá título ao livro de Jojo Moyes, e jovem Nell planeja um final de semana romântico em Paris com o namorado e fica sabendo, já na estação, que ele desistiu de acompanhá-la. Sozinha em um país estrangeiro, Nell descobre, portanto, uma nova versão de si mesma: independente e corajosa.

7| 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer

Um clássico quando se trata de viagens ,este livro é, sobretudo, informativo. Perfeito para conhecer um pouquinho do mundo e planejar suas viagens.

Seja você um viajante inveterado ou alguém que simplesmente adora ler sobre lugares e culturas diferentes, vai se deliciar com esta extraordinária seleção do que existe de melhor para ser visto e apreciado nos cinco continentes – de belezas naturais a maravilhas criadas pelo homem.

Entre as opções selecionadas pelo olhar perspicaz de Patricia Schultz para atender a todos os gostos e bolsos estão reservas ecológicas, ruínas sagradas, resorts, restaurantes, vilarejos esquecidos pelo tempo, museus, teatros, catedrais, fiordes, cavernas, cruzeiros, safáris, trilhas, passeios de balão e ilhas fantásticas. Sem falar nos eventos culturais, artísticos, gastronômicos, religiosos e esportivos e nos incríveis roteiros por palácios e vinhedos.

Você pode estar procurando por um chalé com vista para o Kilimanjaro, por um hotel em Galápagos ou pelo Vikingskiphuset; talvez esteja pensando em relaxar em Parati ou arriscar um mergulho com tubarões nas Bahamas, não importa: ao fim de cada texto, este guia lhe diz como chegar lá, fornece telefones, sites, e-mails, indica a melhor época para o passeio e lista preços aproximados no Brasil e no exterior.

8| Americanah

Um dos meus livros preferidos, Americanah é contudo, um romance. Entretanto, sua história arrebatadora que se passa entre os Estados Unidos e a Nigéria, deixa o leitor cheio de vontade de conhecer os cantinhos que Ifemelu passa durante sua vida.

Lagos, anos 1990. Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o idílio do primeiro amor, a Nigéria enfrenta tempos sombrios sob um governo militar. Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos.

Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze.

Quando ela volta para a Nigéria, terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência.

Principal autora nigeriana de sua geração e uma das mais destacadas da cena literária internacional, Chimamanda Ngozi Adichie parte de uma história de amor para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero.

9| Grandes Viagens

A Lonely Planet, publicada pela Globo Livros no Brasil, lança Grandes viagens em formato mais compacto, mas com mesmo conteúdo. O livro convida os leitores ao desbravamento de rotas, das mais conhecidas até algumas pouco percorridas.

Ilustrado com belas fotos que mostram a vida em diversos pontos do planeta, a publicação sugere ao viajante destinos clássicos, muitos deles inspirados em jornadas que marcaram o mundo num tempo em que ainda era um grande horizonte desconhecido (algumas rotas comerciais citadas datam de 200 a.C.).

10| Trilhas – A Incrível Jornada de uma mulher pelo deserto da Austrália

Esta é a arriscada jornada de Robyn Davidson, uma mulher de 27 anos, pelo hostil deserto australiano, tendo apenas como companhia quatro camelos e sua cadela de estimação.

Perseverar sob o calor sufocante, defender-se de cobras venenosas e homens lascivos, perseguir os camelos em suas fugas e cuidar deles quando feridos, Robyn surge como uma heroína extraordinariamente corajosa. Trilhas é a eloquente e sincera história de sua odisseia de descoberta e transformação.

LIVROS DE VIAGEM

11| Do for love

Nascido da ânsia da autora de fazer algo impactante na vida de outras pessoas, o projeto Do For Love foi uma idealização que se transformou em uma viagem de voluntariado e autoconhecimento pela Tailândia, Camboja e Vietnã.

Procurando testar seus limites e ajudar os outros de maneira espontânea e verdadeira, Letícia Mello mergulhou em um mundo diferente do seu e conseguiu, de modo divertido e sincero, se conectar a pessoas e lugares que antes pareciam tão distantes. Uma história leve e emocionante que vai te tocar de várias formas.

12| Mas você vai sozinha?

Mulheres que viajam sozinhas com certeza já ouviram essa pergunta. Seja em outro continente ou na cidade vizinha, é sempre um ato de coragem decidir conhecer um lugar por conta própria.

Neste livro, Gaía Passarelli fala, sobretudo, com sinceridade e bom humor sobre suas aventuras sozinha pelo mundo. Contudo, ela não vai te dizer pra largar tudo e sair por aí, nem te dar dicas de como ser cool em Nova York.

Estas são histórias sobre ser consolada por um xamã andino, molhar os pés nas águas do mar do extremo sul da Índia e dormir debaixo de uma mesa de bar no Texas. É sobre viajar e voltar pra casa. Acima de tudo, este é um livro que fala sobre ser mulher e, ao mesmo tempo, ser livre pra viajar por aí sem companhia, sem medo e sem preconceito.

13| Transiberiana – Uma viagem de trem pelo mundo soviético

A União Soviética se desintegrou em 1991, mas os países que formavam o enorme bloco comunista ainda são pouco conhecidos. Zizo Asnis, escritor de guias de viagem, aventura-se portanto por essa misteriosa região, começando pela Bielorrússia e seguindo por Moldávia, Ucrânia, Rússia – onde toma o lendário trem da ferrovia Transiberiana –, Mongólia e China.

Zizo, sob o aguçado olhar de viajante experiente, compartilha conosco, portanto, suas percepções sobre a última ditadura da Europa e toda a sua jornada pelo pequeno país que é o mais pobre do continente europeu.

Entretanto, o livro não tem a pretensão de se aprofundar em história ou política. Antes de tudo, é uma narrativa de viagem. Sendo assim, conhecemos locais onde nunca imaginávamos estar, nos transportamos à trágica região de Chernobyl.

Além disso, espiamos a última prisão do regime soviético, mergulhamos no frio quase invernal da Sibéria e somos indagados em fronteiras sem saber se conseguiremos entrar no país.

O autor nos leva também a nos perder num distante deserto mongol, descobrir como é o sistema de vistos da Coreia do Norte, além de nos deixar aflitos ao sermos presos numa cadeia russa.

Viajamos, portanto, na maior de todas as ferrovias – e a bordo dos trens, nos deparamos com paisagens surpreendentes, situações inusitadas e personagens tão comuns quanto excepcionais. Tudo contado com boas doses de humor, emoção, reflexão e suspense – como invariavelmente são as boas viagens.

14| Te mando flores da Grécia

“Te mando flores da Grécia” requer um prefácio de advertência: o humor não será usado como camuflagem em nenhuma linha deste livro. Nenhuma palavra sequer.

Em vez do recurso inventado com maestria por Jane Austen e usado com sagacidade por mulheres em autobiografias e ficções que chegaram às listas de “mais vendidos”, Paula Brukmüller respira fundo (se for de frente ao mar, melhor ainda) e desnuda-se, completa e inteiramente, bem em frente de quem lê.

Paula usa a tragédia pessoal de sucessivos abortos, tentativas para engravidar, do fim de um casamento e da mudança para uma cidade que não era a que nasceu, como uma máquina retroescavadora. Enquanto completa uma volta ao mundo, sozinha e com uma mochila nas costas, busca quem quer ser, mas principalmente puxa de si mesma prazeres perdidos da própria feminilidade, e revela-se hedonista, devota, sensual, reprimida, egoísta, amiga.

Além disso, o começo desta jornada é mesmo “um milagre do inconsciente”. A conversa com o próprio pai na Capadócia é uma ternura. O assediador na Grécia é insuportável. O amante 10 anos mais jovem é uma delícia. As bebedeiras com duas amigas na Tailândia são selvagens.

Nesta jornada de 427 dias por 24 países, ela de fato não usa filtros. Ao encarar a própria vulnerabilidade de maneira tão orgânica, Paula corre o risco de ser admirada, odiada e, sobretudo numa época de julgamentos tão líquidos quanto relacionamentos, condenada. Mas a decisão de expor a própria jornada não é um recurso literário. É expiação, fechamento de ciclo, processo de cura.

15| Pisando nos Sete Continentes

Com “Ásia – Transiberiana”, primeiro livro da coleção “Pisando nos Sete Continentes”, a autora Marisa V. Ferraz, viajante compulsiva, descreve, com riqueza de detalhes e muito bom humor, as experiências muito mais difíceis que fáceis, das viagens que corajosamente faz, sozinha, mundo afora, há mais de quarenta anos.

Espinha dorsal deste primeiro volume é o relato de uma incrível experiência de quase dois meses a bordo do icônico “Expresso Transiberiano”, o mundialmente famoso trem que cruza o maior país do mundo, de ponta a ponta.

Unindo o útil ao agradável, suas histórias, enquanto nos divertem, vão transmitindo dados, descrições e informações preciosas que servem de subsídio a quem, como Marisa, tem real espírito aventureiro e pretende também se aventurar por esses lugares.

LIVROS DE VIAGEM

16| Não conta lá em casa

Escrito por André Fran, um dos quatro apresentadores do programa homônimo exibido pelo canal Multishow, Não conta lá em casa é um delicioso e fascinante relato pessoal das viagens que o autor fez com a equipe de gravação.

No livro, André narra aventuras e curiosidades de alguns dos mais excepcionais e inusitados destinos. Uma obra repleta de fotos fascinantes, histórias que divertem e emocionam.

17| Comer Rezar Amar

Elizabeth Gilbert estava com quase trinta anos e tinha tudo o que sempre quis: um marido apaixonado, uma casa nova e espaçosa, o projeto de ter filhos e uma carreira de sucesso.

Mas ao invés de sentir-se feliz e realizada, sentia-se confusa, triste e em pânico. Enfrentou um divórcio, uma depressão debilitante e outro amor fracassado. Até que decidiu tomar uma decisão radical: livrou-se de todos os bens materiais, demitiu-se do emprego, e partiu sozinha para uma viagem de um ano pelo mundo.

O objetivo de Gilbert era visitar três lugares onde pudesse examinar aspectos de sua própria natureza, tendo como cenário uma cultura que, tradicionalmente, fosse especialista em cada um deles. Assim, decidiu explorar a arte do prazer na Itália, a arte da devoção na Índia, e, na Indonésia, a arte de equilibrar as duas coisas.

Um romance delicioso e envolvente, esse livro me fez ter vontade de estar junto com ela em sua jornada,sobretudo para viver as incríveis experiências que ela teve.

18| O silêncio das Montanhas

O romance traz como protagonistas os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos.

Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens. Paralelamente à trama principal, Khaled Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações.

19| 100 Lugares que você precisa visitar antes de dizer que conhece o Brasil

Aqui você não encontrará as tradicionais listas de hotéis e restaurantes, mas sim um ou outro que realmente valha a pena. Também não verá burocráticas descrições de cidades e passeios, mas sim surpreendentes propostas de o que fazer em cada um deles.

Como certo chope no Rio de Janeiro ou um sorvete em Belém do Pará, que, por si sós, já valem a viagem inteira. Afinal, não basta viajar. É preciso saber o que ver e fazer quando chegar lá. Sair do macroturismo e entrar na microdica. É disso que trata este livro.

20| Mil dias na Toscana

Há alguns anos, quando se conheceram, Marlena e Fernando se apaixonaram à primeira vista e começaram a viver uma história de amor que mais parecia um conto de fadas. Agora, decidem que chegou o momento de dar adeus a Veneza, onde tudo começou, e partem em busca de uma vida mais tranquila.

LIVROS DE VIAGEM

Livros de viagem para rodar o mundo da sua poltrona

Se você, por qualquer motivo, não puder viajar e estiver afim de dar uma voltinha ao redor do mundo, minha recomendação é que o faça através destes livros de viagem.

São, sobretudo, leituras gostosas, que te envolvem e faz com que você viaje estando no sofá. Seja para um momento de lazer ou para matar a saudade de botar o pé na estrada, indico estas leituras. Além disso, são ótimos livros para ver o mundo sob uma nova perspectiva.

Portanto, prepara teu cantinho, um chá/café quentinho e se joga na leitura destes incríveis livros de viagem.

LIVROS DE VIAGEM


Inspire-se pras suas próximas viagens


Planejando sua viagem

Somos parceiros de várias empresas e por isso abaixo vou deixar o link delas para que você possa planejar sua viagem. Se você utilizar o nosso link, você não pagará nada a mais por isso, porém estará contribuindo com o blog. Estas empresas nos dão uma comissão a cada reserva e portanto isso nos ajuda a manter o blog! 🙂

  • Em busca de hospedagem para sua viagem? Clica aqui no Booking.com para encontrar a melhor hospedagem para você.
  • Está buscando passagens com preços acessíveis? Aqui na Max Milhas, nosso parceiro, você pode encontrar a melhor oportunidade!
  • Vai fazer uma RoadTrip? Corre lá no RentCars e reserve já seu carro!
  • Seguro viagem é imprescindível em qualquer viagem e a SegurosPromo tem as melhores opções.
  • Para você chegar no seu destino já com internet, adquira seu chip do nosso parceiro EasySIM4U aqui.
  • Em busca de passeios? Aqui você pode ver os melhores passeios no mundo todo com a GetYourGuide.

LIVROS DE VIAGEM

curiosa. inquieta. sonhadora. feminista. libriana com ascendente em gêmeos, se isso te diz alguma coisa. louca por viagem, novas culturas, gastronomia. tenho um enorme desejo em mudar o mundo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nuny Pelo Mundo
%d blogueiros gostam disto: