Como será viajar pós-pandemia?
Dicas,  Lifestyle,  Slow Travel,  Turismo Responsável,  Viagem

Como será o futuro do turismo depois da pandemia do covid-19?

Como será viajar pós-pandemia? Se você é um viajante ou trabalha no setor do turismo, essa pergunta deve rodear sua mente se não todos, quase todos os dias. Afinal, qual será o futuro do turismo depois desta crise mundial?

São muitos quesitos para colocar em evidência enquanto pensamos no futuro das viagens, porque uma coisa é certa: teremos que nos reinventar. Tanto os viajantes, quanto o setor do turismo.

Não só as viagens a lazer serão seriamente afetadas, como também viagens a negócios provavelmente sofrerão um grande impacto. Afinal, será mesmo necessário viajar para uma reunião presencial?

Para qualquer tipo de viagem alguns temas virão à tona, além dos já conhecidos cuidados com o vírus e distanciamento social. Como a preocupação com o meio ambiente e a pegada de carbono, por exemplo.

Estamos vendo o planeta se regenerar aos poucos com a diminuição da poluição, e com isso refletimos o quão prejudiciais para o planeta são nossos hábitos. E uma coisa é certa: as viagens são, sem dúvida, um grande contribuinte para a poluição do meio ambiente.

Será que passaremos a viajar com mais responsabilidade? As cias aéreas passarão a se preocupar cada vez mais com combustíveis renováveis? Como será viajar de avião? Buscaremos viagens com mais qualidade ao invés de quantidade? Confira aqui algumas reflexões sobre diversos temas relacionados a viagens e coronavírus.

Viagens e meio ambiente pós-pandemia

A aviação é, junto com a agropecuária, o setor que mais polui o meio ambiente. São muitas companhias aéreas, com muitos voos diários, soltando uma quantidade absurda de poluentes diariamente, contribuindo significantemente para o desequilíbrio ambiental do mundo.

Isso tem deixado muitos turistas e trabalhadores do ramo de turismo com uma pulguinha atrás de orelha, afinal, por mais positivo que seja o turismo, sobretudo economicamente, ele vem carregado de muitos malefícios.

E, portanto, se preocupar em praticar um turismo ecologicamente sustentável, além de responsável em todas as esferas, é algo que deixará de ser apenas uma tendência, passando a ser colocada em prática por muitas pessoas.

Afinal, se não cuidarmos deste nosso planeta, não teremos mais um planeta para conhecer e explorar, não é mesmo?

Pegada de carbono

Um assunto que tem estado bastante em evidência é a pegada de carbono, que é uma medida que calcula a quantidade de gases estufa emitida por uma pessoa, evento, empresa, governo, entre outros.

Diversas atividades do emitem esses gases, como a queima de combustíveis fósseis (petróleo, gás natural, carvão mineral ou natural), criação de pastagem para gado, desmatamento, queimadas, cultivo de arroz, entre muitas outras.

Por meio destes cálculos podemos, portanto, entender como tudo o que fazemos, como comer um simples prato de feijão com arroz, impacta na natureza e no meio ambiente e, além de provocar as mudanças climáticas.

Contudo, a boa notícia é que podemos reduzir – ou até mesmo neutralizar – a nossa pegada de carbono tomando algumas atitudes e mudando um pouquinho nossa forma de viver.

Algumas práticas são fáceis, como consumir alimentos orgânicos e com embalagens recicladas e recicláveis, diminuir ou zerar o consumo de alimentos de origem animal, substituir o carro por bicicleta ou transporte público. E claro, diminuir a quantidade de viagens de avião ou optar por cias aéreas que utilizam combustíveis renováveis.

Além disso, podemos também passar a fazer compostagem, plantar árvores, apoiar ONG’s que se preocupam, buscam conscientizar e tomam atitudes que contribuam com um futuro ecologicamente sustentável.

Investimentos em combustíveis renováveis

Muitos países e companhias aéreas têm se preocupado com priorizar o investimento e utilização de combustíveis renováveis, entretanto, o custo destes combustíveis são muito maiores do que os combustíveis fósseis.

Eu acredito que, será extremamente necessário no futuro próximo pensarmos a respeito dos combustíveis utilizados na aviação e isso inclui optarmos por companhias aéreas que de fato estejam preocupadas com o meio ambiente e o futuro do planeta.

Entretanto, um grande problema é o tamanho da indústria do petróleo e como ela interfere no mundo atual. O petróleo é muito mais em conta do que energias renováveis, e além disso não é do interesse de grandes corporações que o petróleo deixe de ser o principal combustível utilizado ao redor do mundo.

Portanto, conclui-se que com o aumento da busca por combustíveis renováveis e maios investimento das cias aéreas, a possibilidade de os valores de passagens aéreas ficarem mais altos. Desta forma, é importante o investimento para que o setor cresça e fique cada vez mais acessível.

Como será viajar de avião depois do covid-19?

Se tem uma coisa que provavelmente vai mudar drasticamente é a forma como interagimos nos aeroportos e viajamos de aviação e por isso, a empresa SimpliFlying, empresa de consultoria em aviação fez um estudo com 70 possíveis mudanças e como será a vida de um passageiro de avião pós-covid.

Afinal, como será viajar pós-pandemia? Em primeiro lugar, entraremos numa era de viagens higienizadas. Precisaremos nos preocupar em nos higienizar e higienizar nossos pertences com frequência, além de prestar atenção na distância entre as pessoas ao nosso redor.

Aeroporto

E a mudança começará já no aeroporto e, segundo a SimpliFlying, apenas aqueles que possuírem um cartão de embarque poderão entrar no aeroporto. Além disso, o tempo necessário de antecipação para chegar no aeroporto será de 4h.

Mas porque tanto tempo antes? Bom, passaremos por mais processos e adaptações de processos já existentes, consequentemente, tomando mais tempo antes do embarque.

Você deverá fazer check-in online, entretanto, chegando no aeroporto, deverá passar no check-in presencial não só para despachar sua mala, mas também para higienizar suas bagagens, apresentar atestado de saúde e comprovante de imunidade (tipo o da febre amarela). Além disso, é possível que a cia aérea faça um rápido exame em você.

Seguros Promo

Embarque

Depois, quando estiver entrando para o embarque, todos os pertences de mão também serão higienizados. Tudo isso, claro, respeitando a distância social recomendada.

Chegando no seu portão de embarque, muitas cadeiras serão interditadas por conta da distância entre as pessoas. Outro ponto interessante é que é possível que você seja chamado para entrar no avião por uma notificação no seu celular, para evitar filas e aglomeração.

No avião

Já dentro do avião, todos, inclusive a tripulação, deverão estar usando luvas e máscaras e o assento do meio possivelmente deixará de existir.

A SimpliFlying também destaca o pós-desembarque, onde a aeronave passará por um processo de higienização profundo antes de entrar novos passageiros, fazendo com que o período entre o desembarque e o próximo embarque seja muito maior do que antes da pandemia.

Estes são os principais pontos e o estudo é bastante longo, portanto, se tiver interesse, aqui no site da SimpliFlying você poderá baixá-lo e ter acesso completo.

Turismo de negócios pós-pandemia

Outro assunto importante e muito relevante é como será viajar pós-pandemia no setor de turismo de negócios? As empresas mudarão a forma como seus executivos participam de reuniões?

Acredito que sim! Muitas empresas perceberão que muitas reuniões presenciais poderão ser feitas virtualmente, afinal, atualmente vivemos e nos acostumando a nos encontrar apenas no virtual.

Este não só será uma boa forma de cortar custos quando voltarmos ao trabalho, como muitos executivos perceberão que muitas viagens não são assim tão necessárias.

Afinal, provavelmente estaremos vivenciando uma crise econômica séria e acostumados com uma rotina menos cansativa com reuniões via videoconferência, farão com que empresas e executivos repensem a necessidade de uma grande quantidade de viagens semanais.

Um mercado que poderá ser gravemente afetado é o da hotelaria, visto que muitos hotéis tem como principal público os executivos viajando em turismo de negócios.

Portanto, não apenas as empresas deverão se reinventar, como também a hotelaria, afinal, muitas coisas deixarão de ser como eram antes da pandemia do coronavírus.

Booking.com

Aumento do turismo local e interno

E no Brasil, como será viajar pós-pandemia? Aqui no Brasil acredito que viveremos um aumento significativo do turismo local e interno. Por dois motivos: vamos demorar a poder viajar para fora do país e as pessoas estarão com bem menos dinheiro por conta da crise econômica.

Outro ponto importante é a alta do dólar, o que encarecerá as passagens aéreas, sendo assim menos acessíveis a grande maioria dos brasileiros viajantes.

Eu não só acredito, como torço para que isso de fato aconteça. Afinal, muitas cidades do Brasil tem como principal fonte de renda o mercado turístico, e um turismo local aquecido ajudará a nossa economia e país a se recuperarem mais rápido.

Sem contar que temos muitos paraísos dentro do Brasil, não é mesmo? Desde praias, turismo de aventura, cidades grandes, montanha, calor, frio, muita história, muita cultura e muito mais a ser explorado.

Entretanto, espero que esse aumento do turismo interno no Brasil seja feito de forma responsável e sustentável. Precisamos cuidar dos destinos, da natureza, das nossas belezas naturais e dos nossos povos, priorizando, portanto, consumir de restaurantes, lojas e comércios locais.

O turismo responsável e sustentável será tendência no pós-pandemia?

Então será que no futuro passaremos a priorizar um turismo responsável e sustentável? Eu acredito e tenho esperanças que sim. Na minha opinião, não será de imediato, entretanto, penso que muita gente repensará seus hábitos de viagem.

Primeiro porque estaremos em uma séria crise econômica, portanto precisaremos dar prioridade às viagens que realmente queremos fazer e que nos tragam um aprendizado e uma bagagem de conhecimento e autoconhecimento. Além de um olhar mais humano e empático.

Segundo que o turismo dentro do Brasil ganhará força, afinal é mais barato do que uma viagem internacional, temos muitos destinos de vários estilos diferentes. O Brasil oferece de tudo um pouco, praia, montanha, frio, calor, cidade grande, além disso são infinitas culturas dentro de apenas um país e uma diversificação enorme na gastronomia ao redor do nosso país.

Uma oportunidade para conhecermos de verdade nosso país, entretanto, ressalta a importância de sempre consumir localmente, utilizando de serviços de produtos locais, que sejam responsáveis e respeitosos com o povo do destino.

Afinal, fazer girar a economia local será nossa maior contribuição para destinos que têm o turismo como uma importante fonte de renda. Por isso, que tal priorizar destinos onde o turismo e a comunidade estejam em harmonia?

Qualidade x quantidade

Será mesmo que a quantidade de viagens que faremos será assim tão importante no futuro? Ou colocaremos a qualidade de nossas viagens em primeiro plano? Como será viajar pós-pandemia na relação qualidade x quantidade?

Fazer diversas viagens superficiais por ano ou diminuir a quantidade de destinos, aumentando o tempo investido em cada lugar e, de fato, mergulhar naquela cidade, país ou região?

Minha sugestão aqui é que repensemos a quantidade, porque normalmente quando nos preocupamos com ela, a qualidade fica comprometida. Eu, particularmente, não acredito mais num turismo de correria, onde você pula de um ponto turismo ao outro para riscar aquela foto de cartão postal da sua lista.

Entretanto, eu acredito sim em uma viagem aproveitada ao máximo, indo além do óbvio, além dos principais pontos turísticos. Ir aonde encontramos, portanto, a verdade daquele destino, uma vida mais real.

SLOWTRAVELWORLD5

Slow Travel

E, se existe algo que eu acredito é que aos poucos, esta mudança drástica no turismo mundial trará, aos poucos, um futuro mais slow para os viajantes. Pessoas interessadas em conhecer e, de fato viajar, ao invés de apenas turistas pelos principais pontos da cidade.

Eu espero, também, que os viajantes busquem cada vez mais consumir local, deixando um pouco de lado as grandes redes e se jogando no desconhecido. Que procurem lojas, restaurantes, bares, guias e empresas de turismo receptivo que se importem e integrem a comunidade local ao turismo.

Acredito, portanto, que o Slow Travel é uma tendência que ganhará força nas viagens pós-pandemia. Se quiser saber um pouco mais sobre Slow Travel, clica aqui.

Afinal, como será viajar pós-pandemia?

A verdade é que como será viajar pós-pandemia é uma incógnita, teremos que viver para ver o futuro do turismo depois de tudo isso que estamos passando.

Contudo, nada nos impede de imaginar e visualizar um cenário mais responsável, sustentável, com viajantes e empresas de turismo mais conscientes, não é mesmo?

Seja dentro do avião ou nos destinos, a minha esperança é que nós enquanto sociedade e enquanto viajantes nos coloquemos um pouco mais no lugar dos outros. Respeitando, desta forma, as diferentes culturas, as diferenças entre as pessoas, os costumes, a história… e que, a partir desta premissa, passemos a praticar um turismo mais slow.


Inspire-se pras suas próximas viagens


Planejando sua viagem

Somos parceiros de várias empresas e por isso abaixo vou deixar o link delas para que você possa planejar sua viagem. Se você utilizar o nosso link, você não pagará nada a mais por isso, porém estará contribuindo com o blog. Estas empresas nos dão uma comissão a cada reserva e portanto isso nos ajuda a manter o blog! 🙂

  • Em busca de hospedagem para sua viagem? Clica aqui no Booking.com para encontrar a melhor hospedagem para você.
  • Está buscando passagens com preços acessíveis? Aqui na Max Milhas, nosso parceiro, você pode encontrar a melhor oportunidade!
  • Vai fazer uma RoadTrip? Corre lá no RentCars e reserve já seu carro!
  • Seguro viagem é imprescindível em qualquer viagem e a SegurosPromo tem as melhores opções.
  • Para você chegar no seu destino já com internet, adquira seu chip do nosso parceiro EasySIM4U aqui.
  • Em busca de passeios? Aqui você pode ver os melhores passeios no mundo todo com a GetYourGuide.

curiosa. inquieta. sonhadora. feminista. libriana com ascendente em gêmeos, se isso te diz alguma coisa. louca por viagem, novas culturas, gastronomia. tenho um enorme desejo em mudar o mundo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nuny Pelo Mundo
%d blogueiros gostam disto: